Sidebar

20
Ter, Nov

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O jogo nacional é duro e está sendo jogado, estamos no segundo tempo/turno. O debate central é da perspectiva de futuro para o povo brasileiro.

Um candidato defende redução do Estado, com privatizações e extinções de estatais, redução de direitos trabalhistas com implementação das reformas trabalhista e previdenciária para cortar mais direitos da classe trabalhadora, ataques aos funcionários públicos e suas conquistas, cortes nos programas sociais como os de acesso a universidade, a morada popular e de fortalecimento da renda, bem como fala em estagnar os reajustes salariais e aumentar os lucros empresariais, dos patrões. Este é o projeto do sanguinário Jair Bolsonaro.

De outro lado, temos a reafirmação do Estado enquanto indutor do desenvolvimento nacional, da geração de empregos, da retomada dos direitos trabalhistas, da afirmação de programas sociais como o fortalecimento da educação, do acesso a universidade, do fortalecimento de programas de habilitação social, da revogação dos congelamentos nas áreas de saúde, educação e segurança e, retomar os investimentos nestas áreas para atender a classe trabalhadora, que são a maioria do povo. A defesa da indústria, enquanto indutora do desenvolvimento e da geração de empregos, redução dos juros bancários para empresas e trabalhadores, possibilitando investimentos na produção e no consumo. Este é o projeto de Fernando Haddad e Manuela D'Ávila para tirar o Brasil da crise, com mais educação, masi saúde e respeito às pessoas..

Você, trabalhador e trabalhadora, irmãos e irmãs, homens e mulheres, que querem um presente e um futuro promissor e com a certeza de liberdade, de segurança e paz para você e seus filhos, sua família, sem as ameaças da tortura e da barbárie, o momento é hoje e agora fazendo a defesa do Brasil para os brasileiros/as, é dia 28 votando 13 HADDAD E MANUELA.

Belém, 12 de outubro de 2018.

Cleber Rezende

Presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, seção Pará (CTB-PA).


Os artigos publicados na seção “Opinião Classista” não refletem necessariamente a opinião da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e são de responsabilidade de cada autor.

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.