Sidebar

18
Qui, Out

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Após 3 dias de muita luta, com paralisações dos ônibus da empresa Belém-Rio, em Belém (PA), que também é um dos donos do monopólio os transportes no Rio de Janeiro, a empresa recuou e tornou sem efeito a demissão de 3 dirigentes do Sindicato que tinham sido vítimas de prática antissindical em virtude da greve dos trabalhadores daquela empresa, que possui cerca de 400 ônibus e 2000 trabalhadores.

A paralisação foi em virtude de diversos abusos que estava sendo praticado contra os trabalhadores: assédio moral, assédio sexual, não cumprimento da jornada de trabalho, não pagamento das horas extras, não aceitavam atestados médicos dos trabalhadores, transferência de multas de trânsito para os trabalhadores, entre outras.

Durante a movimentação dos trabalhadores e trabalhadoras os patrões ameaçaram com agressão aos rodoviários e tentaram destruir sua organização demitindo 3 diretores da entidade e ameacavam demitir outros 11 dirigentes de base do sindicato. Na foto abaixo, o presidente do Sindicato dos Rodoviários do Pará, Altair Brandão, reiterou que a luta  resistência seguirá firme contra qualquer ataque aos trabalhadores e trabalhadoras organizados.

 

 

 















 

 

















Fonte: CTB Pará

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.