Sidebar

18
Qui, Out

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil manifesta seu total apoio à postura da Federação Interestadual dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect), que deu continuidade às negociações do Acordo Coletivo 2017/2018 com a Empresa Brasileira de Correios (ECT). 

Para a CTB, com essa postura responsável e coerente, a Findect demonstra total respeito às lutas e conquistas históricas da categoria.

Cabe lembrar que na história das conquistas dos direitos garantidos no ACT dos ecetistas, as vitórias aconteceram em negociações diretas entre Empresa e Trabalhadores. O histórico mostra que levar a discussão para a justiça pode não ser o melhor caminho para a categoria. Neste momento de profundo retrocesso das leis trabalhistas, abrir mão do poder de decisão seria irresponsabilidade.

Encerrar as negociações e decretar greve antes da apresentação da proposta completa é uma ação precipitada e irresponsável.  

A CTB considera que a greve, um direito garantido pela Constituição de 1988, por vezes é inevitável, mas deve ser o último recurso, quando se esgotam os canais de diálogo.

Portanto, ao agir com serenidade e inteligência, os dirigentes da Findect provam que não abrem mão do direito de negociar em defesa dos benefícios e melhores condições para os trabalhadores e trabalhadoras do setor.

A CTB acredita na responsabilidade daqueles que participam das negociações e no esgotamento total das propostas, para que os trabalhadores saiam da Campanha Salarial com um Acordo Coletivo bom e seguro.

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.