Sidebar

20
Dom, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Servidores públicos ocupam aeroporto de Brasília contra proposta que penaliza a categ

Servidores públicos e entidades representantes da categoria, entre elas a CTB, ocuparam hoje (1), pela manhã, aeroportos de todo o país num ato de protesto contra o PL 257 -  proposta que promove o desmonte do serviço público e penaliza os trabalhadores da área. O projeto está previsto para ser votado nesta segunda, na Câmara dos Deputados. No aeroporto internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, cerca de 100 manifestantes recepcionaram parlamentares que desembarcavam na capital com o pedido para a não aprovação da proposta.


Para o presidente licenciado da CTB Sergipe, Edival Góes, “essa luta dos servidores públicos do Brasil tem a marca da CTB, que sempre defendeu a causa dos trabalhadores e trabalhadoras públicos. Essa proposta traz grandes prejuízos, retira diretos e conquistas adquiridos ao longo dos anos. A unidade da categoria para defender as suas condições é muito importante nesse momento em que o País é atingido por essa onda conservadora que promove o retrocesso de direitos. Estamos aqui e também na Câmara para dialogar e convencer os parlamentares a votarem contra esse projeto que traz tantos prejuízos à classe”.


O Secretário do Serviço Público e dos Trabalhadores Públicos da central, João Paulo Ribeiro (JP), também dirigente da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB), disse que a categoria seguirá mobilizada durante todo o dia no Congresso, com o apoio da CTB e demais entidades, na luta para barrar o PL 257.


“Nós da CTB nos somamos ao conjunto dos servidores públicos e às demais centrais sindicais para que, no dia de hoje, consigamos sensibilizar os deputados a votarem contra esse projeto que destrói todo o serviço público e organização. Estamos tentando uma audiência com o presidente da Câmara, que priorizou a votação da proposta, colocando o PL 257 como pauta única desta segunda. Esperamos convencê-lo a tirar esse projeto que promove o desmonte do serviço público e da categoria. Vamos ficar aqui nesta casa até obtermos um resultado positivo para o nosso movimento em defesa do trabalhador público”, pontuou.


De Brasília, Ruth de Souza - Portal CTB


Servidores públicos e entidades representantes da categoria, entre elas a CTB, ocuparam hoje (1), pela manhã, aeroportos de todo o país num ato de protesto contra o PL 257 -  proposta que promove o desmonte do serviço público e penaliza os trabalhadores da área. O projeto está previsto para ser votado nesta segunda, na Câmara dos Deputados. No aeroporto internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, cerca de 100 manifestantes recepcionaram parlamentares que desembarcavam na capital com o pedido para a não aprovação da proposta.


Para o presidente licenciado da CTB Sergipe, Edival Góes, “essa luta dos servidores públicos do Brasil tem a marca da CTB, que sempre defendeu a causa dos trabalhadores e trabalhadoras públicos. Essa proposta traz grandes prejuízos, retira diretos e conquistas adquiridos ao longo dos anos. A unidade da categoria para defender as suas condições é muito importante nesse momento em que o País é atingido por essa onda conservadora que promove o retrocesso de direitos. Estamos aqui e também na Câmara para dialogar e convencer os parlamentares a votarem contra esse projeto que traz tantos prejuízos à classe”.


O Secretário do Serviço Público e dos Trabalhadores Públicos da central, João Paulo Ribeiro (JP), também dirigente da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB), disse que a categoria seguirá mobilizada durante todo o dia no Congresso, com o apoio da CTB e demais entidades, na luta para barrar o PL 257.


“Nós da CTB nos somamos ao conjunto dos servidores públicos e às demais centrais sindicais para que, no dia de hoje, consigamos sensibilizar os deputados a votarem contra esse projeto que destrói todo o serviço público e organização. Estamos tentando uma audiência com o presidente da Câmara, que priorizou a votação da proposta, colocando o PL 257 como pauta única desta segunda. Esperamos convencê-lo a tirar esse projeto que promove o desmonte do serviço público e da categoria. Vamos ficar aqui nesta casa até obtermos um resultado positivo para o nosso movimento em defesa do trabalhador público”, pontuou.


De Brasília, Ruth de Souza - Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.