Sidebar

26
Qua, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Os trabalhadores da Papaiz, em Salvador, lotaram a assembleia convocada pelo Sindicato dos Metalúrgicos da Bahia, nesta sexta-feira (22), e aprovaram greve por tempo indeterminado a partir da próxima terça-feira (26).

A decisão foi tomada após inúmeras tentativas de negociação com a empresa, que tenta impor trabalho aos sábados sem acordo com o Sindicato, após 16 anos de jornada apenas de segunda a sexta-feira.

Os trabalhadores deram um exemplo de mobilização e enfrentaram as dificuldades impostas pela Papaiz, com o objetivo de intimidar o chão de fábrica. Segundo o Sindicato, a empresa contratou seguranças particulares e acionou até mesmo a Polícia Militar para inibir o movimento.

“A unidade foi fundamental para a aprovação da greve, uma demonstração da força da categoria e da insatisfação do trabalhador com o tratamento arbitrário da Papaiz”, destaca Adson Batista, presidente do Sindicato.

A empresa tem demitido antigos trabalhadores e contratado novatos já dentro dessa nova jornada, o que é um absurdo. “Se a Papaiz quer aumentar sua produção, que crie um novo turno de trabalho”, explica.

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.