Sidebar

23
Sáb, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Rio de Janeiro amanheceu em luta contra a Reforma da Previdência. Trabalhadores e Trabalhadoras de diversas categorias se uniram em diversos atos e paralisações contra a proposta de fim da aposentadoria de Michel Temer.

Na Praça XV e na Central do Brasil, trabalhadores iniciaram o dia às 6 da manhã com panfletagens denunciando as atrocidades da Reforma da Previdência. Dirigentes e militantes da base social da CTB-RJ ocuparam desde cedo os acessos ao aeroporto. Além da luta contra a Reforma da Previdência, o ato que contou com militantes de diversos sindicatos, dentre eles professores e trabalhadores da educação do Sindpefaetec e trabalhadores do Saneamento da base do Sintsama, avisavam para que Temer e Pezão tirarem as mãos da Cedae.

Ainda pela manhã, metalúrgicos e metalúrgicas fizeram uma grande atividade na Reduc de Caxias, na Estrada das Empreiteiras. Os Bancários e as Bancárias fecharam as agências do centro da cidade para lutar contra a Reforma da Previdência e também contra demissões, Assédio Moral, Terceirização e juros altos.

No Interior, Trabalhadores Rurais bloquearam estradas em Casimiro de Abreu contra a Reforma da Previdência e deram o recado: “Reforma, só se for agrária!”

As atividades continuam a todo vapor, às 16 horas está programado um grande ato na Candelária que deve reunir milhares de trabalhadores contra a Reforma da Previdência e em defesa da classe trabalhadora.

José Roberto Medeiros - CTB-RJ

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.