Sidebar

24
Seg, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A campanha nacional “Apagar o Professor É Apagar o Futuro”, da Confederação dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee), chegou ao interior de Alagoas. O Sindicato dos Professores de Alagoas (Sinpro-AL) sai às ruas para protestar contra as reformas trabalhista, previdenciária e do Ensino Médio de Michel Temer, contra a terceirização ilimitada, contra o aprovação da PEC do Teto de Gastos.

Nesse sentido a direção do Sinpro-AL realizou na manhã deste sábado (16), panfletagem no centro da segunda maior cidade do estado. A ação em Arapiraca tem como objetivo chamar atenção da sociedade para a desconstrução da profissão docente.

De acordo com o presidente do Sinpro-AL, Eduardo Vasconcelos, a campanha é de extrema importância na luta pelos direitos dos trabalhadores. “Vamos fazer uma peregrinação pelos municípios de Alagoas. Não estamos só dialogando com a nossa categoria, mas também com toda a sociedade. Milhares de panfletos já foram distribuídos nos centros, nas feiras e nas portas das instituições de ensino, para denunciar a desconstrução que estão nos impondo. Nós precisamos de todos nessa luta”.

Participando ativamente da campanha nacional da Contee, "Apagar o Professor É Apagar o Futuro”, dirigentes da CTB-AL e do Sinpro-AL defendem atuação mais contundente para barrar os retrocessos. “Só os que lutam sabem o valor da conquista”, diz Nivaldo Mota, dirigente do Sinpro-AL e da CTB-AL.

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.